Home Caixas anteriores A metade perdida, de Brit Bennett

A metade perdida, de Brit Bennett

Caixa de Março/2021

A metade perdida, de Brit Bennett

Caixa de Março/2021

R$ 64,90

Livro em capa dura, revista intrínsecos, marcador, cartão-postal, brinde mosaico da ilustradora Linoca Souza e livro extra Orçamento sem falhas, de Nath Finanças, e planners financeiros.

Na caixa de março, os intrínsecos conheceram as irmãs Desiree e Stella Vignes, gêmeas idênticas que moram na pequena Mallard, uma comunidade negra no sul dos Estados Unidos obcecada por gerações de habitantes com a pele cada vez mais clara. Quando, aos 16 anos, ambas fogem de casa, não imaginam como essa decisão afetará para sempre suas vidas e seus relacionamentos.


Mais de uma década depois, Desiree retorna à cidade natal com sua filha, uma criança de pele muito escura. Stella havia abandonado a irmã anos antes, separando a dupla em definitivo. Aos poucos, as gêmeas seguiram para pontos muito distantes em uma sociedade racista: enquanto uma se casa com um homem negro e é obrigada a retornar ao lugar de onde escapou anos antes, a outra se passa por branca, e o marido branco não faz ideia de seu passado.

Ainda que separadas por milhares de quilômetros ― e incontáveis mentiras ―, o destino das duas irmãs permanece interligado. E o que acontecerá quando os caminhos de suas filhas acabarem se cruzando também?

Em uma saga sobre as consequências imprevisíveis de nossas escolhas, Brit Bennett reflete com maestria sobre identidade, passabilidade, colorismo, a fragilidade e a força dos artifícios racistas. A metade perdida, novo livro da autora de As mães, estreou no topo da lista de mais vendidos do The New York Times em 2020 e entrou para a lista de favoritos de Barack Obama. O fenômeno chamou a atenção da HBO, que adquiriu os direitos da obra para uma adaptação.